COMUNICADO

 

Estamos, desde a primeira hora, empenhados em honrar a Liga Pro, os seus jogadores, os seus treinadores, os seus diretores, as respetivas sociedades desportivas e os intervenientes no jogo:

1 – É com admiração que testemunhamos que há significativa urgência em terminar com a Liga Pro 2019-2020, em definir critérios de subidas e descidas de divisão e, simultaneamente, em garantir que a Liga NOS regresse aos relvados.
Nós, União Desportiva Oliveirense Futebol SAD, não pactuamos com a pressa que tanto pode prejudicar as decisões que, no nosso entender, devem ser ponderadas, equilibradas e ajustadas à dura realidade que todos enfrentamos.

2 – A Liga Pro é uma competição profissional e compete-nos defender o futebol, o nosso clube e as instituições que o organiza e promove. Compete a todos os clubes honrar essa responsabilidade intrínseca aos agentes de futebol.
Repetimos a ideia veiculada por nós desde o dia 30 de abril quando não houve inclusão da Liga Pro no Plano de Desconfinamento “Ou jogamos todos ou paramos todos”. Sublinhamos que queremos jogar.

3 – A Liga Pro não pode ser cobaia de soluções apressadas que invertam a lógica profissional dos 34 clubes que compõem a Liga Portugal. Precipitar subidas à Liga Pro, descidas ao Campeonato de Portugal, ou ainda, alargamento do quadro competitivo da Liga Pro não é um caminho seguro para os clubes e respetivas sociedades desportivas.
Não é absoluto que haja competição da Liga NOS. Não é líquido que essa competição recomece e termine na última jornada. Por isso, não devemos decidir a Liga Pro sem conhecer como vai terminar a Liga NOS.

4 – Todos os clubes da Liga Portugal participaram na elaboração do documento que foi entregue à Direção Geral de Saúde. O nosso Departamento Médico esteve empenhado em encontrar as melhores soluções, mas, essas soluções só serviram os clubes de primeira.
Somos zelosos dos nossos compromissos éticos, sociais, desportivos e financeiros. Não queremos falhar com nenhum destes princípios que têm orientado as nossas ações e a sustentabilidade da União Desportiva Oliveirense Futebol SAD.

5 – Ao invés da Liga Nos, as equipas da Liga Pro foram privadas de obter receitas, privadas de receber verbas provenientes dos direitos televisivos, privadas de receber patrocínios diretos porque a nossa competição foi atirada para a secretaria.
Compreendemos as explicações dadas na reunião de Presidentes com a Liga Portugal, realizada na passada sexta-feira, dia 1 de maio. Mas, queremos mais e melhores soluções, queremos explicações escritas e sustentadas, queremos solidez nas ações.

6 – Agradecemos a generosa posição da Federação Portuguesa de Futebol, através do seu Presidente Dr. Fernando Gomes, ao disponibilizar 1 milhão de euros para compensar os clubes da Liga Pro. É um valor que, repartido por todos, será claramente reduzido e desajustado com o nosso orçamento, um dos mais baixos da Liga Pro.
Também nos congratulamos com a ajuda da Liga Portugal, a disponibilizar através de um fundo desta entidade. Também neste caso, a verba fica aquém das exigências financeiras da competição onde estamos inseridos.

7 – O facto de União Desportiva Oliveirense Futebol SAD aparecer como signatária de um comunicado, divulgado na passada sexta-feira, dia 1 de maio, em conjunto de alguns clubes da Liga Pro, não quer dizer que a nossa sociedade desportiva concorde com tudo o que vierem a propor para a Liga Pro.

8 – Estamos vigilantes, não esquecendo o nosso papel de participantes nas decisões que serão tomadas no futuro próximo. Vamos continuar a defender o futebol, a nossa vontade de jogar, a igualdade entre clubes profissionais e a equidade de tratamento.

9 – Que passos serão dados agora? Como serão defendidos os interesses dos clubes? Pela imprensa sabemos que há novas reuniões em agenda na próxima semana, mas, oficialmente estamos à margem desse processo.

União Desportiva Oliveirense, Futebol SAD

Leave a Reply