EMPATE NO DERBI 1-1 ENTRE OLIVEIRENSE E FEIRENSE

A crónica deste jogo podia ser bem diferente por, pelo menos, duas razões: uma grande penalidade anulada ao Feirense no último minuto e o desperdício de golos da Oliveirense durante a segunda parte.
A primeira parte do desafio realizado no Estádio Carlos Osório foi jogada em ritmo lento e com poucos lances de perigo nas duas balizas. O Feirense adiantou-se no marcador aos 31 minutos numa jogada em que a União parecia ter o lance controlado. Júlio Coelho saíu da baliza para anular a acção de Edson Farias e a bola ficou na posse da Oliveirense que demorou a aliviar o perigo e Feliz aproveitou para rematar para a baliza.
A equipa visitante motivou-se com o golo e pouco depois atirou por cima da trave. A Oliveirense lutava muito, mas, não era incisiva na zona próxima da baliza e chegou ao intervalo quase sem incomodar o adversário.


A segunda parte foi bem melhor para as cores da Oliveirense. Apoiados por quase 1200 adeptos,  os jogadores da União tiveram boas oportunidades. Sérgio Ribeiro, após um canto rematou forte e colocado para boa defesa de Caio. O capitão Sérgio Silva também foi ao ataque criar perigo, tal como, Leandro Silva que rematou forte com o pé esquerdo com a bola a passar ao lado da baliza.
Aos 67 minutos surge o desejado empate. Alemão cruzou para a cabeça de Bouldini e após boa defesa de Caio a bola encontrou a recarga de Fabinho que não deu hipótese e fez o golo do empate. Estava muito bem a União.
Apenas, 3 minutos depois, ataque bem desenhado com Bouldini a trabalhar a bola e Agdon a ter a reviravolta no pé direito, mas, incrivelmente, não conseguiu rematar para o fundo da baliza. Na recarga, Sérgio Ribeiro e o próprio Agdon voltaram a ficar a centímetros do golo.
A Oliveirense multiplicava as ações ofensivas, o público estava incansável no apoio à equipa,  e já com Paraíba e Malele em campo para os lugares de Oliveira e de Sérgio Ribeiro os ataques sucediam-se e o Feirense limitava-se a aliviar o perigo.


Já em tempo de descontos, bola na área da União e o árbitro Fabio Verissimo entende que houve mão na bola. Grande penalidade que Camará atirou para o fundo das redes, mas, no momento de rematar escorregou e o árbitro entendeu que houve dois toques na bola e anulou o golo.
Emocionante final de jogo. Um ponto para cada equipa e a Oliveirense a fechar a primeira volta com 19 pontos. Na próxima jornada o Estádio Carlos Osório é o palco que vai receber o jogo entre a Oliveirense e o Varzim. Será no domingo às 15 horas. O apoio dos oliveirenses é fundamental.

 

Leave a Reply