MERECÍAMOS MAIS!

DERROTA EM COIMBRA POR 4-3

Espetáculo emocionante em Coimbra com a Oliveirense a sair derrotada de um jogo onde jogou quase uma hora com menos um atleta.

Três golos nos primeiros trinta minutos no Estádio Cidade de Coimbra com um jogo intenso e uma Oliveirense sempre mais construtora de jogo e de situações ofensivas. O primeiro golo do encontro nasceu de uma grande penalidade sofrida por Sérgio Ribeiro após um bom trabalho ofensivo da equipa. Fabinho não deu qualquer hipótese de defesa a Mika e inaugurou o marcador aos 9 minutos.

A Académica não era superior à Oliveirense, mas, conseguiu a reviravolta no marcador. Traquina empatou o jogo aos 13 minutos após uma insistência no ataque e beneficiando de alguma apatia da defesa da União.

Pior do que o empate foi sofrer o golo que consumou a reviravolta no marcador. Após pontapé de canto, a equipa voltou a não ser eficaz a defender e sofreu o 2-1 por intermédio de Silvério.

A fase de desacerto que viria a ter mais um episódio quando Michael Douglas viu cartão vermelho após uma entrada que o árbitro entendeu ser merecedora de expulsão. Mesmo com menos um em campo, Agdon teve o empate no pé direito aos 43 minutos, mas, o potente remate passou a centímetros da baliza.

Para a segunda parte não houve alterações no onze, apenas no posicionamento em campo, com Filipe a passar para defesa central e Sérgio Ribeiro a passar de extremo para médio para equilibrar a equipa e compensar a desvantagem numérica.

Mas, a marcha do marcador aumentou a favor da equipa de Coimbra. Numa saída rápida para o ataque os estudantes fizeram o 3-1 através do cabeceamento de Lacerda aos 54 minutos.

No minuto seguinte, lançamento de linha lateral de Leandro Silva a ser um autêntico cruzamento para golo. Sérgio Ribeiro rematou e Malele fez a recarga para o 3-2. A União voltava a acreditar noutro resultado.

Aos 63 minutos novo golo para a Académica. Canto desviado ao primeiro poste com Moura a aproveitar para finalizar na pequena área perante o desamparado Coelho. 4-2 quando faltava pouco mais de meia hora para jogar.

Na tentativa de refrescar a equipa, Marcos Junior entrou para dar velocidade à equipa por troca com Oliveira. Paraíba foi outra aposta quando rendeu Sérgio Ribeiro.

Aos 71 minutos, o médio Paraíba deu a bola a Agdon e o avançado brasileiro fez um golo de bandeira. Pontapé cruzado à entrada da área a levar a bola até ao fundo das redes. O brasileiro Agdon viria a sair lesionado e Neto Costa entrou para tentar o empate.

A Oliveirense lutou, foi unida, determinada e não merecia sair de Coimbra com um resultado penalizador. Com menos um elemento em campo teve a capacidade de manter a vocação ofensiva e a atitude.

Obrigado aos cerca de 100 oliveirenses que estiveram no Estádio e apoiaram incansavelmente a equipa do primeiro ao último minuto. Estamos orgulhosos de vocês, tal como todos os adeptos devem estar orgulhosos nestes jogadores.

O próximo jogo é contra o Mafra, no sábado dia 4 de janeiro de 2020 às 15 horas. O desafio é no Estádio Carlos Osório, a nossa fortaleza.

Leave a Reply