ELIMINADOS DA ALLIANZ CUP

6-1 FRENTE AO RIO AVE E DUAS EXPULSÕES

Foi uma derrota pesada frente a um adversário da Liga NOS, mais forte E que aproveitou os erros da Oliveirense. O Rio Ave foi eficaz e não deu hipótese de resposta à formação da LigaPro.
Foram três novidades no onze da Oliveirense no ataque à 2° fase da Taça Allianz. Bruno Vale foi guarda-redes titular por troca com Júlio Coelho, Michael Douglas foi aposta inicial no centro da defesa por troca com Wellington e Fabinho rendeu Oliveira no meio campo.

Viu-se mais Oliveirense em Vila do Conde nos primeiros 10 minutos com Marcos Júnior em velocidade, Fabinho de livre e Miguel Silva com um cabeceamento. Estes três lances levaram a bola à baliza do Rio Ave.

Aos 13 minutos, Bruno Vale esticou-se todo para defender um remate à entrada da área, após um erro da equipa na saída para o ataque. Na sequência do canto, Elizio aliviou mais um remate perigoso.

Aos 26 minutos começou o descalabro.O Rio Ave saiu bem da pressão da União e Nuno Santos, partiu da ala direita para o centro de terreno para disparar um remate rasteiro e cruzado que resultou no 1-0. Apenas 4 minutos depois, aos 30 minutos, Filipe Augusto fez o 2-0 de grande penalidade. Foi na sequência de num lance em que o árbitro Hélder Malheiro entendeu que Alemão derrubou o adversário.

Os dois golos foram um duro golpe, mas a União manteve-se organizada e procurou encurtar distância no marcador. Após bom trabalho colectivo, Marcos Júnior recebeu um bom passe de Agdon e atirou um pouco ao lado do poste. Logo depois Fabinho rematou cruzado mas à figura.
Pior do que não marcar foi voltar a sofrer. Diego Lopes fez o 3-0 depois de passar pela defesa da União e bater o desamparado Bruno Vale.

A segunda parte arrancou com a entrada de Mohamed Bouldini para o lugar de Miguel Silva. Era preciso chegar ao golo e acreditar na difícil reviravolta. A Oliveirense não conseguia ser incisiva no ataque à baliza e acabou por ser ainda mais penalizada.
Aos 59 minutos, Nuno Santos, a quase 30 metros da baliza disparou uma bomba que surpreendeu toda a gente. Remate indefensável para o 4-0.

Pouco depois saíram Filipe Gonçalves e Marcos Júnior para a entrada de Oliveira e Leandro Silva. O resultado era demasiado dilatado face ao que estava a acontecer em campo.

Aos 67 minutos, erro do Rio Ave, passe perfeito de Fabinho a lançar a corrida de Mohamed Bouldini. O avançado marroquino fez o golo com um remate cruzado após uma simulação. 4-1 no marcador. Foi o único lance que fez saltar de alegria os mais de 100 adeptos da União que assistiram ao vivo ao jogo. Aos 70 minutos, novo erro da União na saída para o ataque e Mehdi teve a vida facilitada para fazer a mão cheia de golos com o 5-1.

Aos 77 minutos o jogo ficou estragado. Paraíba foi expulso devido a uma entrada sobre o adversário. Na sequência da confusão que se gerou Wellington, que estava no banco de suplentes, foi também expulso com vermelho directo quando estava a separar os jogadores de ambas as equipas.

A fechar o desafio o 6-1 com que terminou o desafio. Tarantini aproveitou uma jogada de enorme confusão na área e bateu para golo.

Para a história do jogo do jogo fica o pesado resultado de 6-1, a eliminação da Allianz Cup e duas expulsões. Paraíba e Wellington estarão castigados no jogo contra o Varzim que marca o arranque do campeonato da Liga Pro. O jogo é no sábado na Póvoa de Varzim às 16 horas.