GRANDE OLIVEIRENSE BATE FARENSE

REVIRAVOLTA VALE TRIUNFO POR 2-1

A 4 jornadas do fim com as equipas separadas por 2 pontos, vencer e somar 3 pontos era tudo o que a União precisava no jogo frente ao Farense. As duas equipas apresentaram-se no Estádio Municipal de Aveiro com muitas cautelas e claras preocupações defensivas e por isso os adeptos não viram qualquer remate à baliza nos primeiros 10 minutos.

Aos 12 minutos de jogo o primeiro lance de algum perigo, com o Farense a aproveitar um cruzamento largo que deixou a bola em Tavinho. O remate foi forte e por cima da baliza de Júlio Coelho. Aos 16 minutos, resposta da Oliveirense com remate de Miguel Silva de muito longe e bem acima da trave.

Aos 18 minutos um balde de água fria gelou os adeptos fa Oliveirense. Apatia total da defesa com a bola a ser cruzada da direita para a esquerda, a passar por 4 jogadores e Alvarinho a finalizar. Mas, no minuto seguinte a União empatou o jogo. Lance de insistência após um primeiro remate de Bouldini com Diogo Clemente a devolvera a bola ao marroquino que finalizou já dentro da pequena área.

O golo do empate fez crescer a Oliveirense e o público apoiava a equipa. O volume ofensivo aumentou mas as oportunidades eram escassas. Tavares, Fati e Paraíba combinavam bem na esquerda. Clemente e Filipe estavam bem no meio campo e Miguel Silva procurava desequilibrar partindo da ala direita para o centro do terreno.

Aos 28 minutos Fati recuperou bem a bola e rematou com intenção mas sem pontaria.  À meia hora de jogo iniciativa pessoal de Ricardo Tavares a deixar dois adversários para trás, Fati recebeu a bola e combinou com o lutador Bouldini que deixou a bola no pé direito de Paraíba. O médio brasileiro rematou de primeira à entrada da área fazendo a bola entrar rasteira junto ao poste. 2-1 aos 31 minutos.

Havia mais Oliveirense e os algarvios procuravam contrariar o bom desempenho da União mas sem efeitos práticos. Aos 43 mainutos, cruzamento perfeito de Alemão a solicitar a cabeçada de Bouldini. O avançado não acreditou que estava isolado, pensou que estava em posição irregular e atirou a bola para longe do alvo.

Na segunda parte, o Farense queria mexer no rumo do jogo e do resultado e aos 52 minutos entrou Irobiso para o ataque por troca com Tavinho. Aos 56 minutos livre de Jorge Ribeiro com a bola a ser desviada na área e a ir direitinha ao poste. Sorte para a União. No minuto seguinte pontapé de baliza de Coelho com Miguel Silva a pentear para Bouldini mas o marroquino rematou por cima da trave.

Aos 62 minutos Coelho fez uma boa defesa a um remate fortíssimo de Alvarinho. Estava melhor a equipa de Faro nesta fase do jogo. Nova alteração no minuto seguinte com  saída de Borges e a entrada de Kitambala. A oliveirense passava por momentos de aperto, estava apenas com 10 em campo porque Mathaus estava a ser assistido e nesse momento Coelho foi herói com uma defesa impossível a remate de Kitambala.

Aos 72 minutos foi a Oliveirense a mexer na equipa com Wellington a render o lesionado Mathaus. A equipa defendia com tudo e todos. Filipe Gonçalves estava encostada aos centrais numa linha de 5 defesas. Aos 81 minutos Érick Moreno entrou em jogo para o lugar de Bouldini e pouco depois Mehdi substituiu Fati.

Aos 93 minutos golo anulado ao Farense por fora de jogo. Estava difícil segurar os algarvios e foi determinante a forma com a equipa se manteve firme e unida para segurar os 3 pontos.

Estiveram 506 adeptos em Aveiro e puxaram pela equipa ao longo da partida. Um apoio importante e que deixa o clube orgulhoso. A Oliveirense soma agora 37 pontos na fuga aos últimos lugares da Ledman Liga Pro. O próximo jogo é em Penafiel no sábado às 18 horas.