VITÓRIA NA MARINHA

Xavier Puigbi foi o primeiro a destacar-se no jogo com uma boa defesa. Emanuel Garcia foi aposta para jogar no 5 inicial por troca com Jorge Silva. O argentino foi sempre batalhador junto à baliza adversária.
O 1-0 teve atitude defensiva de Jordi Bargalló a recuperar a bola, passe rápido de Xavi Barroso e remate cruzado de Marc Torra aos 3 minutos. O marcador podia ter mexido pouco depois mas Garcia não conseguiu desviar o bom passe de Bargalló.
Aos 6 minutos, Puigbi sacudiu a bola para a trave com a luva esquerda. Reflexos excelentes que lhe faltaram logo a seguir quando Carmona atirou para o empate.
O catalão Puigbi viria a ter um papel decisivo ao defender um golo cantado. Estava bem o guarda-redes. Pedia-se mais à União neste momento e a equipa passava por algum desacerto. Defensivamente a equipa chegou às 7 faltas a meio da primeira parte.
Pedro Moreira depois de uma excelente recuperação defensiva, lançou o contra-ataque que ele próprio finalizou após passe de Jorge Silva.
O empate a um golo mantinha-se a 3 minutos do intervalo apesar de várias oportunidades nas duas balizas.
O arranque da segunda parte trouxe o melhor da União. Marc Torra de grande penalidade fez o 2-1. Bola rematada forte e ao ângulo. O 3-1 voltou a ter assinatura do catalão para delírio da Charanga da União. Torra fintou três adversários e fez golo.
Mas o Marinhense não baixou os braços e depois de dois ataques falhados pela União, a equipa da casa reduziu para 3-2 por Filipe Vaz aproveitando uma bola defendida por Xavi que os colegas de equipa não conseguiram aliviar.
A Oliveirense voltou a repor a vantagem de dois golos através de um remate potente de Xavi máscara.
A meio da segunda parte décima falta para a Oliveirense a valer livre para o Marinhense, mas, lá estava Puigbi a defender com a máscara. Pouco depois nasce o 5-2 por Jorge Silva. O português foi muito oportuno a finalizar após uma finta e remate de Bargalló.
A vantagem podia ter aumentado, mas, nem Torra nem Pablo Cancela marcaram os livres directos. O galego Cancela viria a fazer o 6-2 num contra-ataque com passe excelente de Barroso.
Vitória robusta da Oliveirense num jogo difícil quebteve apoio da Chagranga do primeiro ao último minuto.
Sábado em Oliveira de Azeméis recebemos o Óquei Clube de Barcelos às 17:30