VITÓRIA TANGENCIAL DA UNIÃO

3-2 SOBRE O HÓQUEI CLUBE DE BRAGA

Foi um jogo atípico com a União Desportiva Oliveirense a falhar 5 lances de bola parada e a chegar ao intervalo com a desvantagem no marcador de 1-0. Foi numa tarde em que apenas 100 adeptos foram apoiar a equipa que está na luta pelo título de Campeão Nacional de Hóquei em Patins.
Nos primeiros dez minutos de jogo a equipa de Renato Garrido e Edo Bosch sentiu dificuldades em desenvolver os ataques da melhor forma porque a equipa visitante estava bem organizada no ringue do Pavilhão Dr Salvador Machado.
Jordi Bargalló foi o primeiro jogador a ter uma clara chance de dar vantagem à União, mas, o catalão falhou a grande penalidade permitindo a defesa do guarda-redes. Pouco depois, seria Marc Torra a não conseguir abrir o marcador, também de grande penalidade permitindo a defesa de Constantino Acevedo que se revelava como a figura da partida.
Aos 19 minutos da primeira parte, depois de algumas ameaças que Xavier Puigbi soube defender, surgiu o golo inaugural da partida. Marcou Afonso Lima com um remate indefensável. O 1-0 era um resultado que em nada interessava às aspirações da Oliveirense.
Até ao intervalo a equipa da casa, apoiada pela Charanga da União, lutou sempre para inverter o rumo dos acontecimentos e chegar ao golo, mas, não conseguiu.
Na segunda parte, Pablo Cancela, logo aos 4 minutos abanou as redes da baliza do Hóquei Clube de Braga, o jogador galego rematou forte e com o golo fez aumentar a confiança da Oliveirense.
Pouco depois, livre direto a favor da Oliveirense com o especialista Marc Torra a não conseguir transformar em golo a oportunidade que costuma aproveitar. A saga das bolas paradas continuou com uma grande penalidade atirada à trave por Ricardo Barreiros. Estava complicado saltar para a liderança do marcador.
Ainda antes do minuto 10 da segunda parte, mais um livre direto para a Oliveirense. Desta vez a aposta para marcar passou por Cancela mas o jogador não conseguiu o desejado golo. Quem tanto tenta acaba por conseguir. Marc Torra estava colado à baliza para emendar uma bola rematada de longe e fazer o 2-1.
A Oliveirense estava a jogar em power play devido às punições à equipa adversária e foi assim que conseguiu chegar ao 3-1. Marcou Xavi Barroso com um remate fortíssimo de longe sem dar hipótese de defesa ao guarda-redes. Estava mais tranquila a Oliveirense e a vitória parecia estar a ser desenhada e sustentada aos 15 mimutos da segunda parte.
O Braga reagiu e conseguiu encurtar distâncias. Foi com um remate surpreendente que Juanjo Lopéz fez o 3-2 a 7 minutos do fim.
Até ao final do jogo a Oliveirense manteve-se concentrada e soube tapar os caminhos para a baliza segurando um importante triunfo. Com os 3 pontos conquistados a equipa iguala o Sporting no 2° lugar porque os leões foram ao Dragão Caixa perder com o Porto. Os azuis e brancos lideram o campeonato com mais 3 pontos do que o duo de perseguidores.
No próximo sábado há Liga Europeia em Oliveira de Azeméis com a União a receber o Benfica na primeira mão dos quartos de final. É fundamemtal o apoio de todos.

Leave a Reply