OLIVEIRENSE PERDE POR 2-1

COVILHÃ FOI MAIS FORTE

Bom início de jogo no Estádio Dr Jorge Sampaio, com o Sporting da Covilhã a reclamar duas grandes penalidades nos primeiros dez minutos mas, sem razão para protestar. A Oliveirense respondeu pelo remate de Alemão após livre no ataque da União. Logo depois foi Sérgio Ribeiro a rematar cruzado mas um pouco ao lado da baliza do guarda-redes São Bento. Pouco depois, Fati perdeu o tempo de remate após um bom desenho de ataque.

Aos 18 minutos o 1-0 após lance muito estranho com Kadu a sacudir a bola ao primeiro poste e a colocá-la nos pés de um adversário. O golo foi de Jaime Simões.

Aos 30 minutos, excelente recuperação de bola de Sérgio Ribeiro junto à área adversária, depois o cruzamento para Agdon é perfeito mas o avançado escorregou.

Quem não marca sofre e o 2-0 surgiu de forma fácil para o Covilhã. Jogada pela ala direita com um passe de ruptura e o cruzamento a sair para o coração da área. Marcou Diogo Medeiros com assistência de Mica Silva. Foi aos 33 minutos.

A reacção da Oliveirense foi a melhor e reduziu para 2-1. Marcou Agdon a passe de João Graça aos 36 minutos. Até ao intervalo a União multiplicou-se em tentativas de ataque e foi mais rigorosa a defender.
Na segunda parte, calafrio na defesa após canto, com Alemão a tirar a bola em cima da linha. A União chegou ao ataque através de um cruzamento da esquerda mas ninguém emendou. João Graça também tentou o remate de longe mas a bola passou longe da baliza.

Aos 59 minutos, Fati foi substituido por Diogo Valente. Troca por troca e a tentativa de dar mais profundidade à ala esquerda. Logo depois, arte de João Graça no passe e Alemão não conseguiu cruzar com precisão.

Só dava Oliveirense e anti-jogo do Covilhã durante a segunda parte. Aos 70 minutos, e com o intuito de reforçar claramente o ataque, saíu Sérgio Ribeiro e entrou Bouldini para fazer companhia a Agdon. A última substituição passou pela saída de Alemão e a entrada de Oliveira.

Aos 86 minutos, livre à entrada da área mas a bola não passou a barreira do Covilhã. Já em cima dos 90 remate forte de Ricardo Tavares com a bola a passar acima da barra.

Em tempo de descontos passe de Diogo Valente para a cabeçada forte de Bouldini mas o guarda-redes fez uma enorme defesa para canto.

Nada mais conseguiu fazer a Oliveirense que assim somou a segunda derrota consecutiva. Para a semana a União vai jogar a casa do Varzim.

Leave a Reply