O MELHOR CAMPEONATO DO MUNDO

4-4 ENTRE OLIVEIRENSE E SPORTING

O Pavilhão Dr Salvador Machado encheu-se de adeptos e de esperança numa vitória da Oliveirense. O jogo foi de enorme qualidade, com alternâncias no marcador, muita emoção e um empate que vale a liderança ao Sporting com 43 pontos, os mesmos da Oliveirense que ocupa o segundo lugar, e também, os mesmos do Porto que é terceiro classificado e perdeu por 4-3 com o Sporting de Tomar.

O jogo mostrou uma Oliveirense sempre preocupada em controlar os tempos de ataque e em segurar o adversário que é muito forte nas transições ofensivas. Ambas as equipas andaram perto da baliza, e do golo, mas a bola não entrava porque Puigbi e Girão estavam em grande plano nas balizas.

Os campeões nacionais, inauguraram o marcador, aos 22 minutos, por intermédio de Ferran Font que patinou da defesa para o ataque, assistiu Matias Platero e o desvio fez a bola passar por cima do guarda-redes da Oliveirense. O golo não afectou a equipa de Renato Garrido e Edo Bosch e apenas dois minutos depois Jorge Silva viria a ser oportuno e na cara do golo encostou para o empate.

Na segunda parte a União entrou determinada em chegar à vantagem e virar o jogo. Ricardo Barreiros com um passe perfeito para Marc Torra permitiu aos catalão atirar para o 2-1 e levar o público ao rubro. Havia mais para a Oliveirense. Torra não conseguiu fazer golo de livre direto mas na sequência da jogada, Jorge Silva teve arte para fazer uma finta e atirar para o 3-1 aos 35 minutos. Estavam bem a equipa e a vantagem de dois golos parecia dar alguma estabilidade e conforto. Mas, tudo mudou.

A equipa de Paulo Freitas em apenas dois minutos igualou o resultado. Pedro Gil fez um grande golo numa transição rápida e Ferran Font fez logo depois o 3-3. Mais emoção era difícil de alcançar e a incerteza no resultado iria manter-se até ao final.

Neste momento já se sabia que o Porto tinha perdido em Tomar e por isso, se a Oliveirense ou o Sporting triunfassem saltariam para a liderança isolada. A dois minutos do fim, Marc Torra recolocou a União na frente do marcador e também do campeonato. Livre direto, a castigar a 10.ª falta leonina com Girão a defender o remate de Marc Torra, mas, a ser impotente para a recarga exímia do catalão.

O Sporting pressionou à procura do golo do empate e conseguiu. Pedro Gil furou a defesa da Oliveirense e a bola sobrou para Vítor Hugo. O avançado não pensou duas vezes e rematou com sucesso para o fundo das redes. Foi o último capítulo de um enorme jogo de Hóquei em Patins que deixa o Sporting, a Oliveirense e o Porto com 43 pontos a 7 jornadas do final do campeonato.

Na próxima jornada a União Desportiva Oliveirense vai ao ringue do Dragão Caixa jogar frente ao Futebol Clube do Porto. É no domingo às 18 horas. Precisamos do vosso apoio.