REVIRAVOLTA FORMIDÁVEL

TRIUNFO POR 3-2 CONTRA O LEIXÕES

Manuel Godinho assumiu a titularidade por troca com o lesionado Sérgio Silva que teve um problema muscular na coxa no último treino antes do jogo. O encontro realizou-se no Estádio Municipal Dr Jorge Sampaio e teve cerca de 600 adeptos na bancada.

Aos 4 minutos a Oliveirense ficou a reclamar grande penalidade sobre Agdon mas o lance é limpo. Na sequência da jogada Diogo Clemente rematou por cima. Logo depois jogada bem trabalhada mas Fati perdeu o tempo de remate. Estava bem a Oliveirense mas era mais perigoso o Leixões.

Aos 16 minutos, a formação de Matosinhos adiantou-se no marcador e aproveitou alguma apatia da defesa da União para fazer o 1-0. Cabeçada do defesa Bura que tinha ficado no ataque após um canro a favor do Leixões.

Aos 28 minutos e depois de várias ameaças e tentativas de chegar à baliza, surgiu o golo da Oliveirense numa grande jogada pelo flanco esquerdo. Foram 12 passes e 6 jogadores envolvidos no desenho ofensivo com Fati a fazer a assistência para Sérgio Ribeiro finalizar com muita classe num remate forte sem hipótese de defesa.

Havia mais Oliveirense em campo e João Graça rematou à entrada da área após uma recuperação de bola de Filipe Gonçalves que voltou à tirularidade por teoca com Oliveira.

Ainda antes do intervalo, Kadu fez uma boa defesa e evitou o golo que daria o 2-1 para o Leixões. Aos 45 minutos, Mathaus e Kadu desentenderam-se e o guarda-redes fez um erro fatal para o resultado. Agarrou a bola e largou-a no mesmo instante porque estava na linha limite da grande área. A bola ficou nos pés de André Clovis que atirou para a baliza deserta e voltou a colocar o Leixões na frente marcador.

Na segunda parte o Leixões era uma equipa que jogava na expectativa e estava fechada na defesa. A Oliveirense atacava mas sentia dificuldades em chegar com perigo à baliza. Kadu tinha de ser elemento muito atento e fez uma boa defesa para manter a equipa a um golo do empate.

Aos 59 minutos dupla alteração com as entradas de Paraíba e Bouldini para os lugares de João Graça e Diogo Clemente. A União passava a jogar em 4-4-2. Feliz o momento porque no minuto seguinte o médio Paraíba assistiu Agdon para o 2-2. Excelente finalização e o empate restabelecido a meia hora do fim.
Curiosamente, no momento em que a equipa estava por cima ofereceu duas bolas a meio campo e o golo da equipa de Matosinhos rondou a baliza da União.

Aos 70 minutos, Fati correu meio campo para fazer o 3-2. Fou um contra ataque perfeito com passe de Ricardo Tavares a ser perfeito e a lançar o melhor marcador da Oliveirense na direção da baliza.
Aos 75 minutos última substituição com a saída de Agdon e a entrada de Alemão para dar mais consistência defensiva à equipa. A verdade é que a União teve duas claras oportunidades para dilitar a vantagem, com Bouldini e Fati a serem uma dor de cabeça para a defesa.

Vitória da Oliveirense após reviravolta no marcador. A equipa esteve duss vezes em desvantagem mas somou o desejado triunfo. O próximo jogo é frente ao Braga B no próximo sábado às 15 horas.