DERROTA EM QUÉVERT

4-2 NA LIGA EUROPEIA.

A Oliveirense entrou no ringue a saber que o Barcelona tinha vencido o Follonica por 4-0 e por isso uma vitória frente ao Quevért colocava a equipa em boa posição para seguir em frente na Liga Europeia porque na última jornada a União recebe os italianos.

Na verdade a Oliveirense saiu do ringue a saber que precisa de vencer o Follonica por para poder alcançar o segundo lugar do Grupo A e seguir em frente na Europa.

Os franceses entraram melhor no jogo do que a equipa de Renato Garrido e Edo Bosch e conseguiram mesmo adiantar-se no marcador a meio da primeira parte. Golo de Cirilo Garcia.

A União reagiu mas sentia dificuldades em rematar à baliza e em colocar o marcador a funcionar. Xavi Barroso e Jorge Silva deram lugar a Ricardo Barreiros e a Pablo Cancela e a Oliveirense mantinha o jogo com ritmo elevado mas sem conseguir ser superior ao adversário. Foi já com Pedro Moreira no ringue, por troca com Jordi Bargalló, que Marc Torra teve o empate à distância de uma grande penalidade. O catalão rematou forte mas o guarda-redes Albert Mola defendeu quando faltavam 7 minutos para o fim da primeira parte.

A 2 minutos do tempo de descanso, Marc Torra foi chamado para converter um livre directo após falta sobre Pedro Moreira. O catalão mostrou toda a arte que o caracteriza e com uma finta enganou o guarda-redes e colocou a bola rasteira para o 1-1.

A verdade é que a Oliveirense foi para intervalo a perder por 2-1 porque o Quevért viria a aproveitar uma oportunidade para voltar a liderar o marcador. A União estava a ocupar o 3° lugar do grupo com 6 pontos, menos 3 do que o Follonica mas ainda faltavam 25 minutos para dar a volta ao jogo.

Atitude, vontade e entrega valeram segundo tempo com mais oportunidades de golo mas a bola teimava em não entrar. Até que Ricardo Barreiros acertou nas redes a meio da segunda parte e colocou o marcador em 2-2. Queria mais a equipa de Garrido e as chances de golo começaram a aparecer.

A 7 minutos do apito final, outra vez os franceses a liderarem. Um erro com perda de bola deixou a equipa exposta ao contra-ataque e o Quevért aproveitou para fazer o 3-2. Mas, havia mais. A vitória dos franceses passou para números impensáveis com o 4-2 a ser marcado através de um livre directo que Xavier Puigbi não conseguiu defender. Foi o golo que carimbou a primeira vitória do Quevért esta época na Liga Europeia.

É a terceira derrota da Oliveirense na fase de grupos. Depois de já ter averbado desaires em Itália contra o Follonica e em Barcelona.

Agora, resta é preciso ganhar ao Follonica no dia 9 de março no Pavilhão Dr. Salvador Machado.