TRIUNFO DA UNIÃO E ENTREGA

1-0 EM CASA DO COVA DA PIEDADE

Foi sofrida, saborosa e merecida. A União conseguiu a primeira vitória fora de casa e fugiu aos últimos lugares da classificação.

Agdon aos 2 minutos disparou forte e ao lado da baliza de Fanacoura. Foi uma excepção ao início de jogo acanhado da Oliveirense frente ao Cova da Piedade. A equipa da margem sul procurava jogar em profundidade, para as costas da defesa da União, e assim, criava alguns problemas. Já a equipa de Oliveira de Azeméis queria construir jogo e apostava na posse de bola.

Aos 18 minutos pressão defensiva sobre o portador da bola valeu uma recuperação de Sérgio Ribeiro com o extremo a cruzar para Agdon mas, o avançado não conseguiu finalizar e Fati ainda rematou mas o guarda-redes anulou a jogada com defesa atenta.

A resposta do Cova surgiu aos 24 minutos com velocidade pela ala, cruzamento para a área e a cabeçada de Firmino a sair ao lado. Foi um calafrio este ataque para as cores da União.

Aos 33 minutos, Filipe Gonçalves de livre desmarcou Clemente e o esquerdino solicitou o remate de Sérgio Ribeiro mas o lance perdeu-se. O Cova sempre que podia bombeava bolas para a área, ou através de livres, ou de cruzamentos longos. Era necessária muita concentração e a Oliveirense estava bem nesse aspecto. O intervalo chegou com nulo no marcador e um jogo equilibrado.

A segunda parte foi da União. Mais consistência e segurança no passe garantiram um futebol mais incisivo mas, ainda assim a Oliveirense não conseguia criar flagrantes ocasiões para fazer golo. Um livre de Ricardo Tavares e outro de Diogo Clemente merecem destaque e obrigaram o guarda-redes a fazer boas defesas.

Aos 68 minutos, o ataque da União passou a ter novo fôlego com a entrada de Mohamed Bouldini para o lugar de Sérgio Ribeiro. Nova alteração a 15 minutos do fim com a saída de Paraíba para a entrada de Oliveira.

Com o jogo repartido a equipa da casa esteve muito próximo de chegar ao golo mas Kadu saíu da baliza de forma corajosa e anulou a jogada. De uma grande abertura de Ricardo Tavares saíu um cruzamento de Diogo Sousa mas Fati e Agdon chegaram atrasados para a emenda. Estava bem a União.

Aos 87 minutos explosão de alegria! Gigante o trabalho de Agdon a ganhar na raça, a passar por um adversário e com toda a clarividência assistiu Bouldini. O marroquino fez o que tinha de fazer e marcou com um remate cruzado. Estreia a abanar as redes para o avançado que passou por um calvário de lesões e esta tarde saiu do banco para marcar.

Até ao final do jogo a Oliveirense controlou o resultado e o adversário. Manuel Godinho ainda entrou para o lugar de Fati para dar mais solidez defensiva. A União venceu por 1-0 com muita entrega e pela primeira vez esta época conseguiu ganhar fora de casa e, também pela primeira vez, somou duas vitórias consecutivas.

O próximo jogo é em Aveiro, no domingo às 15 horas contra o Mafra. Precisamos do apoio de todos.