REVIRAVOLTA E LIDERANÇA

3-2 EM CASA DO JUVENTUDE DE VIANA

A Oliveirense realizou um ponta final de jogo para mais tarde recordar. Estava a perder por 2-0 e virou o jogo para 3-2 asssegurando o primeiro lugar do Campeonato Nacional.

Primeiro ataque do jogo teve bola na trave do Juventude de Viana através do remate de Jorge Silva. A equipa da casa respondeu com um golo logo no primeiro minuto da partida com um remate de Gustavo Lima. O mesmo jogador viria a atirar ao poste pouco depois.

O início de jogo foi difícil para a Oliveirense que rematava com intenção em todos os ataques mas não conseguia abanar a rede. A formação de Viana do Castelo estava mais confortável em pista, prova disso foi o desconto de tempo pedido por Renato Garrido e a dupla substituição aos 10 minutos com as saídas de Jordi Bargalló e Jorge Silva para a entrada de Pedro Moreira e Emanuel Garcia.

Marc Torra, assistiu Emanuel Garcia mas o argentino não conseguiu emendar para a baliza. Estava melhor a União mas o golo tardava e a equipa parecia sentir a pressão de querer marcar. A 6 minutos do intervalo, Francisco Silva de grande penalidade tentou o 2-0 mas Xavier Puigbi defendeu o remate e a recarga. A Oliveirense estava melhor a defender e a atacar era mais incisiva embira sem efeitos práticos.

A abrir a segunda parte Puigbi fez uma grande defesa com a máscara após uma perda de bola da União na organização do ataque. Logo depois foi Marc Torra a atacar a baliza e com uma picadinha mas o guarda-redes estava bem colocado. O mesmo viria a acontecer numa jogada de Bargalló.

O Viana não se incomodava e viria a ampliar a vantagem para 2-0. O resultado complicava a tarefa da União mas a equipa uniu-se e partiu atrás do prejuizo.

Garcia, Torra, Bargalló rondaram o golo mas havia sempre um obstáculo. Aos 15 minutos da segunda parte Jordi Bargalló assumiu a marcação de uma grande penalidade e marcou. 2-1 e 10 minutos para jogar.

A Charanga da União ouviu-se mais do que nunca e puxou muito pelos jogadores. O 2-2 surge a 4 minutos do final através de Jorge Silva num ataque rápido em que Bargalló foi inteligente no passe para o colega de equipa.

A reviravolta tem nota artística no trabalho individual de Marc Torra que com uma finta deixou um adversário para trás e depois colocou a bola no ângulo superior esquerdo com um remate cruzado.

Enorme vitória da Oliveirense que consegue começar a segunda volta a ganhar. O próximo jogo é em Oliveira de Azeméis no sábado às 20 horas com o Paço de Arcos. Precisamos do apoio de todos.