EMPATE EM AROUCA

0-0 NO FECHO DA 1° VOLTA

Manuel Godinho entrou no onze inicial da Oliveirense por troca com o castigado Filipe Gonçalves. Foi a única alteração na equipa após a vitória frente ao Penafiel na última jornada.

Um canto conquistado e uma finalização de Érick Moreno foi o melhor que a equipa fez nos primeiros 10 minutos.

Aos 12 minutos a bola bateu na parte exterior do poste da Oliveirense na primeira grande oportunidade de golo em Arouca. Kadu parecia ter o lance controlado.

O jogo estava mastigado a meio campo e a Oliveirense sentia dificuldades em dar profundidade ao ataque. Paraíba, perto da meia hora, disparou de longe após boa jogada de Fati. Moreno batalhava muito no ataque, Paraíba estava bem no meio campo e na defesa Sérgio Silva e Wellington estavam organizados e seguros.

Até ao intervalo destaque para dois livres bem marcados, um por Oliveira e outro por Sérgio Ribeiro, mas a defesa do Arouca soube defender e aliviar o perigo.

Na segunda parte, em apenas dez minutos, dois livres e um canto a favor do Arouca criaram perigo para a baliza de Kadu. A Oliveirense respondeu ao 60 minutos num contra ataque rápido com a bola a passar por Fati, Paraíba, Ribeiro e Diogo Sousa mas a finalização foi desviada para canto. Logo depois, mais um lance bem desenhado com Moreno a não ser capaz de finalizar o bom passe de Oliveira.

A equipa da casa estava perigosa e também num lance veloz levou a bola até próximo da baliza com um cruzamento ao segundo poste. Aos 65 minutos, Serginho foi lançado em jogo por troca com Sérgio Ribeiro. No minuto seguinte Kadu foi enorme e em cima da linha de golo evitou um golo certo. A baliza da União viria a passar outro momento de aflição quando Kadu não segurou uma bola, mas os colegas de equipa aliviaram o perigo. Aos 75 minutos nova alteração na equipa com a saída de Oliveira e a entrada de Mehdi. A última substituição passou pela saída de Moreno e a entrada de Mohamed Bouldini para o ataque quando faltavam 10 minutos para o fim.

O jogo estava intenso e o Arouca rondava a baliza da Oliveirense com algumas situações bem trabalhadas. Já a União estava forte e a defender e perigosa no contra ataque.
A 3 minutos dos 90, expulsão para o Arouca porque Bouldini seguia isolado para a baliza depois de Fati ter lançado a valocidade do marroquino. Do livre saíu um remate de Diogo Clemente que passou um pouco acima da barra.

Já em tempo de descontos Mehdi ficou a centímetros de marcar. Um ponto conquistado em Arouca no fecho da primeira volta do campeonato.

O próximo jogo é em Coimbra contra a Académica no domingo às 17 horas.