DERROTA MUITO PESADA

5-0 EM CASA DO FARENSE

Fechar o ano de 2018 de forma pior era difícil. Quando vencer era imperativo, a equipa sofreu 4 golos em menos de 20 minutos e acabou o jogo reduzida a 10 jogadores e uma goleada por 5-0.

O jogo no Estádio São Luis, em Faro, até começou com a Oliveirense com posse de bola e ataque desde o apito inicial. Érick Moreno rematou cruzado logo aos 2 minutos e Sérgio Ribeiro imitou o colega de equipa no minuto seguinte. A pressão alta da União incomodava a saída de bola do Farense e através de uma bola recuperada por Paraíba saiu mais um remate mas longe do alvo.

Foi dos pés do número 10 Sérgio Ribeiro, hoje chamado à titularidade, que nasceu novo remate mas outra vez longe da baliza. Até aos 15 minutos a equipa da casa foi duas vezes ao ataque mas não incomodou Coelho. Aos 25 minutos erro de Mathaus na saída para o ataque mas, o central prontamente recuperou a posição e evitou o remate cedendo pontapé de canto. Foi daí que surgiu a melhor chance do Farense com um remate ao lado e foi também a partir deste instante que a equipa algarvia cresceu.

A 10 minutos do intervalo, um livre e uma recuperação de bola voltaram a levar a Oliveirense ao ataque mas, o Farense estava por cima da União e uma defesa impossível de Coelho evitou o que parecia certo.

Aos 40 minutos, excelente ataque com Sérgio Ribeiro a ir à linha cruzar. Moreno e Paraíba ficaram a pensar como foi possível não fazer golo. Mérito do guarda-redes Daniel Fernandes. Na sequência da jogada, insistência da União e outra vez a bola a não querer chegar às redes.

Na segunda parte tudo mudou de figura. O minuto 53 trouxe amargura à Oliveirense com o 1-0. Jogada sobre o flanco direito, Alemão e Mathaus foram batidos e surgiu um remate ao poste. A bola sobrou para Ryan Gauld que inaugurou o marcador. Mais Farense aos 58 minutos com o 2-0. Desta vez a jogada foi pelo flanco direito com Godinho a servir Christian Irobiso. Tarefa muito complicada para a União que sofreu dois golos em menos de 6 minutos.

Agdon foi lançado na partida aos 60 minutos por troca com Diogo Valente e passou a fazer companhia no ataque a Moreno.

Aos 65 minutos, de um erro na saída para o ataque surgiu a expulsão de Ricardo Tavares. O lareral esquerdo fez falta quando Fábio Nunes seguia isolado e o árbitro só podia decidir pelo vermelho direto. A verdade é que o jogador do Farense estava em posição de fora de jogo e a equipa de arbitragem nada assinalou. Na sequência do livre surge o 3-0 por Jorge Ribeiro num remate indefensável. Faltava quase meia hora para jogar e a Oliveirense tinha menos um em campo.

O pesado resultado viria a avolumar-se de uma forma impensável. Canto com a bola a sobrar para Fábio Nunes que disparou ao ângulo. 4-0 numa tarde muita dura para a equipa de Oliveira de Azeméis que sofreu 4 golos em 18 minutos. O 5-0 foi marcado de cabeça por André Vieira e surge quando Diogo Clemente já estava em campo na lateral esquerda e Serafim que tinha rendido Sérgio Ribeiro.

A Oliveirense continua sem ganhar fora de casa e procura dar a volta a esta pesada derrota já no próximo jogo em Aveiro frente ao Penafiel.