DERROTA POR 1-0

ESTORIL VENCE COM GOLO DE KLÉBER

Primeiro sinal de perigo saíu do remate de Érick Moreno após passe de Mathaus. O colombiano foi pela primeira vez titular esta época por troca com Agdon. Na verdade, depois deste lance aos 7 minutos, viu-se muito mais Estoril a procurar o ataque. Júlio Coelho teve de se aplicar numa defesa e numa saída da baliza para manter o marcador em branco. Aos 20 minutos, a equipa canarinha esteve a centímetros de marcar mas voltou a ser decisivo o guarda-redes da Oliveirense ao desviar para canto.

Fati, algo trapalhão, conseguiu tabelar com Paraíba e só falhou a combinação com Moreno para a Oliveirense levar a bola até à baliza adversária. Diogo Valente teve a melhor chance na primeira parte para a União, após uma falha da defesa do Estoril, mas rematou um pouco ao lado da baliza do Estoril.
O intervalo chegava com zero a zero no marcador e duas equipas que jogaram com intensidade baixa.

A segunda parte começou com a Oliveirense mais ofensiva. Prova disso são os dois cantos conquistados até aos 60 minutos e os dois remates de Fati passaram por cima da trave. De um cruzamento da esquerda surgiu outro lance de perigo mas, Diogo Valente não chegou a tempo de emendar com êxito.

Aos 71 minutos grande penalidade (muito discutível) por derrube de Coelho a Kléber. Lance que puniu a Oliveirense com o golo do Estoril. Marcou Kléber.

Logo depois, entraram Oliveira e Agdon por troca com Diogo Valente e Mehdi. Faltavam 15 minutos para jogar no Estádio Municipal de Aveiro. Alemão procurou o remate de longe, a bola saíu forte mas à figura. Aos 81 minutos o defesa viria a tirar um golo quase certo e manteve a Oliveirense em jogo. A última aposta da União passou pela entrada de Serafim e a saída de Filipe.

Aos 87 minutos livre de Oliveira com remate de Paraíba por cima do alvo.

Derrota amarga, injusta e sofrida. O Estoril sai de Aveiro com os três pontos. O próximo jogo é no dia 30 em Faro contra o Farense.