VITÓRIA EM BRAGA

3-2 COM MUITA PERSONALIDADE

Com um grande e sonoro apoio da Charanga, a Oliveirense cedo mostrou que estava em Braga para dominar e vencer. Ataques consecutivos esbarravam sempre nos adversários. Contra a corrente de jogo, e no primeiro remate à baliza, nasceu o primeiro golo para o Hóquei Clube de Braga. Remate cruzado a valer o 1-0 aos 4 minutos. Marcou o numero 7 Carlos Loureiro.

O empate surgiu 3 minutos depois, ataque rápido finalizado por Marc Torra. Grande remate do espanhol. Havia muito mais Oliveirense na pista mas, a equipa da casa era sempre perigosa nos ataques à baliza de Puigbi. O guarda-redes do HC Braga, com meia dúzia de boas defesas mantinha o empate. A 10 minutos do descanso, grande penalidade a favor da Oliveirense. Ricardo Barreiros foi exímio e disparou a bola ao ângulo superior direito da baliza de Conti.

O jogo mantinha-se imprevisível com a bola a rondar as duas balizas. 2-1 registava o marcador ao intervalo.

No arranque da segunda parte a Oliveirense sofreu o empate. Tomás Castanheira rematou forte e Puigbi não teve hipótese de defender. 2-2, a equipa da casa a motivar-se e o jogo a ficar difícil. Jordi Bargallo desmamchou a igualdade com uma finta e uma remate potente que dava a liderança do marcador por 3-2. O jogo no ringue do Pavilhão das Goladas estava a ser patinado a um ritmo altíssimo e as ocasiões de perigo rondavam as duas balizas. Era escassa mas preciosa a vantagem da equipa de Renato Garrido. A União fazia “campo grande” em todos os ataques e levava ao limite os 45 segundos de cada ação ofensiva. Já o Braga atacava rápido e procurava surpreender Puigbi. A Oliveirense estava coesa e assim se manteve até ao apito final.

Triunfo por 3-2. O próximo jogo é em casa a contar para a Liga Europeia. Sábado às 17:30 a Oliveirense recebe o FC Barcelona.