EMPATE EM ALVALADE

3-3 FRENTE AO SPORTING

Competência, empenho e vontade de vencer foi o que caracterizou a atitude da Oliveirense no Pavilhão João Rocha. Foi um grande jogo de Hóquei em Patins com as duas equipas a lutarem pelos 3 pontos desde os instantes iniciais. Esteve melhor o Sporting nos primeiros cinco minutos com remates perigosos que a defesa soube interceptar e Xavier Puigbi defender. Rapidamente a Oliveirense conseguiu incomodar a baliza leonina e mostrar a vocação ofensiva da equipa de Renato Garrido.

Aos 8 minutos o primeiro golo do jogo. É um contra ataque exemplar desenhado pela finta de Marc Torra com assistência perfeita para a finalização de Jorge Silva. O avançado português é o melhor marcador da equipa com 8 golos. Apenas 3 minutos depois, Caio rematou forte coma bola a desviar num colega de equipa e a trajetória traiu Puigbi. Estava restabelecida a igualdade.

Havia mais Oliveirense em pista, prova disso são duas oportunidades criadas por Jordi Bargallo e um remate de Marc Torra, já no último minuto da primeira parte, que foi ao poste.

Depois do descanso a União teve um reinicio de jogo perfeito porque no primeiro ataque voltou a liderar o marcador. O espanhol Bargallo disparou forte e cruzado de meia distância e a bola só parou no fundo das redes. Com 2-1 no marcador o Sporting tinha de correr outra vez atrás do prejuizo. Puigbi viria a ser determinante com mais duas boas defesas e mantinha a Oliveirense na frente. Jordi Bargallo, claramente uma das figuras do jogo, viria a ampliar a vantagem no marcador. Excelente finta sobre o adversário a anteceder um momento de frieza em que o avançado colocou a bola por baixo das pernasde Girão para fazer o 3-1. Faltavam 17 minutos para terminar o jogo em casa do Campeão Nacional.

 

O Sporting sentia dificuldades e ao arriscar mais no ataque abria espaços parao contra ataque da União, mas equipa não teve capacidade para aproveitar os espaços e fazer o 4° golo. Torra ainda acertou no poste. A verdade é que o tempo avançava e o jogo parecia estar a pender para as cores da Oliveirense.
A 4 minutos e 40 segundos do fim o cenário começou a mudar. O aguerrido e determinado Pedro Gil encontrou espaço para disparar uma bomba e reduzir para 3-2. Tremeu a Oliveirense e  motivou-se o Sporting. Os ataques sucediam-se e a equipa de Oliveira de Azeméis procurava manter a bola longe da baliza. Mas, os leões estavam fortes e acabaram por chegar ao empate. Matias Platero, a 2 minutos do apito final, atirou forte para fazer o 3-3.

Ingrato o resultado para a Oliveirense que foi a equipa que mais assumiu o jogo e que mais tempo esteve na frente do marcador. O Sporting foi recompensado pela forma como reagiu ao resultado num encontro onde a arbitragem foi exemplar.

No próximo sábado, a Oliveirense joga em Itália contra o Follonica para a Euroliga. Na quarta feira seguinte recebe o Porto para o Campeonato às 21 horas.