DERROTA MUITO AMARGA

OLIVEIRENSE PERDEU 1-3 COM BENFICA

Xavier Pugbi na baliza da Oliveirense e Pedro Henriques na do Benfica foram duas das grandes figuras do jogo. Os dois guarda-redes exibiram-se a grande nível em Oliveira de Azeméis.

Além de Puigbi, Xavier Barroso, Marc Torra e Jordi Bargallo formaram o primeiro cinco que entrou no ringue do Pavilhão Dr Salvador Machado. A equipa do Benfica esteve melhor nos primeiros minutos de jogo e rematou mais à baliza. Puigbi foi um guarda-redes seguro e evitou por duas vezes o golo. No ataque a equipa de Renato Garrido sentia dificuldades mas a partir dos 10 minutos estabilizou e esteve perto de marcar. Torra, Jorge Silva e Ricardo Barreiros obrigaram Pedro Henriques a dar o melhor na baliza encarnada.

Aos 16 minutos de jogo surgiu primeiro tempo de desconto, foi no momento em que Emanuel Garcia e Pedro Moreira já tinham entrado em campo por troca com Jorge Silva e Marc Torra. O jogo estava rápido e o Benfica voltava a estar perto de marcar, mas Puigbi revelava concentração total e com duas grandes defesas mantinha tudo a zero. Na baliza contrária, Henriques ocupava muito espaço.

Já se sentia o intervalo a chegar, quando Jorge Silva teve arte para fazer o golo. Passe de Ricardo Barreiros para o avançado rematar cruzado e sem hipótese se defesa. Excelente jogada da Oliveirense e dar uma preciosa vantagem.

A segunda parte teve uma Oliveirense paciente e um Benfica de muita atitude à procura do empate. Jordi teve o 2-0 nas mãos mas, Pedro Henriques deu o corpo à bola e evitou a celebração do espanhol. Na baliza da União voltou a ser Xavi o homem em destaque. O guarda-redes foi pronto socorro da equipa após uma bola perdida na transição para o ataque.

O Benfica queria mudar o marcador e conseguiu. A União voltou a perder a bola na saida para o ataque e os encarnados rapidamente transformaram a ocasião em golo. Marcou Diogo Rafael perante o desamparado Puigbi. 1-1 com pouco mais de 5 minutos para jogar. O descalabro da Oliveirense chegou no último minuto. Nova bola perdida em zona proibida e o 2-1 a silenciar as quase 1500 pessoas que foram ver este clássico do Hóquei em Patins. O 3-1 foi consequência da tentativa desesperada da União chegar ao empate.

A Oliveirense tudo fez para vencer e esteve a 6 minutos de o conseguir. Os erros sairam caro à equipa que à 3° jornada sofreu a primeira derrota. Um resultado que não espelha o que se passou no ringue.