BELENENSES ELIMINOU OLIVEIRENSE

EQUIPA DE PEDRO MIGUEL FOI AO JAMOR PERDER POR 3-1

A Oliveirense manteve a espinha dorsal da época com Coelho a assumir a baliza, Alemão jogou na direita, Godinho e Mathaus no centro da defesa e o reforço Clemente foi o lateral esquerdo no lugar do castigado Tavares. Filipe, Amorim e o brasileiro Paraíba formaram o meio campo e lá na frente Serginho, Diogo Valente e Agdon eram setas apontadas à baliza.

A equipa do Belenenses assumiu a posse de bola desde os minutos iniciais e a Oliveirense pressionava a zona de construção no intuito de gerar rápidos contra-ataques. Aos 15 minutos a melhor ocasião de golo. Paraíba disparou com o pé esquerdo um forte remate que Muriel defendeu. Na recarga o 70 da Oliveirense rematou ao lado. Diogo Valente também teve o golo no pé esquerdo mas perdeu tempo de remate e o lance ficou sem efeito.

A equipa de Pedro Miguel, sempre concentrada, estava a perturbar a construção da equipa da casa e as duas formações anularam-se na primeira parte, por isso o intervalo chegou com 0-0 no marcador.

A segunda parte começou da pior forma para a Oliveirense. Livre de Fredy aos 52 minutos a dar vantagem ao Belenenses. A bola batida sobre o lado esquerdo pedia um desvio de cabeça. Coelho foi traído pela trajectória da bola e estava feito o 1-0. A reação da União foi imediata e positiva. Serginho não teve arte para empatar o jogo e permitiu um desvio para canto. Foi o aviso para o que viria a acontecer. Agdon empatou o jogo aos 57 minutos após insistência de Mathaus que ganhou nas alturas e assistiu o avançado. O brasileiro rematou cruzado e de forma eficaz com o pé esquerdo.

Estava melhor a Oliveirense, mas a vantagem voltou a ser do Belenenses. Marcou Keita após jogada de insistência. Pedro Miguel não demorou a reagir e refrescou a equipa promovendo a estreia de Miguel Silva para o lugar de Diogo Valente e lançando Sérgio Ribeiro para o lugar de Serginho. Pouco depois, Agdon lesionado deu lugar a Oliveira. A União lutou pelo empate até ao último segundo. Oliveira rematou com muito perigo mas o desejado empate não aconteceu.

Pior ainda, a equipa de Belém aumentou para 3-1. Fredy fez um chapéu a Coelho após uma perda de bola da União no meio-campo.

A Oliveirense foi eliminada na segunda eliminatória, depois do trajecto brilhante da época passada onde chegou à Final Four desta competição.

Taça da Liga 2018/2019

Belenenses
UD Oliveirense
3 - 1
resultado

 

Texto da UD Oliveirense