ROBUSTOS E EFICAZES

A Oliveirense venceu o Hóquei Clube de Turquel por 8-0 e mantém-se no 4° lugar do Campeonato.

Renato Garrido apostou no seguinte 5 inicial: Xavier Puigbi, Pedro Moreira, Jordi Bargallo, Jepi Selva e Pablo Cancela.

O jogo foi intenso desde o apito inicial com ataques perigosos para ambas as equipas. Na fase de maior pressão sobre o Turquel a Oliveirense chegou ao 1-0. Após uma recuperação de bola na zona defensiva do Turquel, a União rapidamente desenvolveu o ataque com Jordi Bargallo a fazer uma passe perfeito para Pablo Cancela finalizar com toda a habilidade.

Estavam decorridos 7 minutos de jogo no Pavilhão Salvador Machado. Aos 10 minutos, Cancela voltou a estar na cara do golo mas atirou o remate à trave. Estava sólida a equipa de Renato Garrido mas, o Turquel era sempre perigoso nas ações ofensivas.

O 2-0 surgiu a meio da primeira parte quando Ricardo Barreiros e João Souto já estavam em campo. Marcou Jepi Selva com um remate forte e cruzado ao ângulo superior direito da baliza de Marco Barros. Até ao intervalo a Oliveirense manteve-se por cima do adversário e soube controlar com eficácia as ações do adversário.

Na segunda parte, as quase 300 pessoas que foram assistir ao encontro, voltaram a assistir a um bom jogo de hóquei com destaque para a boa organização da Oliveirense. Bargallo, após uma finta soberba adversário, atirou ao ferro.

Aos 6 minuto do segundo tempo o 3-0. Marcou Pablo Cancela após excelente jogada entre o espanhol e o português Pedro Moreira que fez a assistência para golo. Dois minutos depois, o 4-0. Classe na finta e força no remate de Jordi Bargallo.

O resultado robusto dava confiança ao bom hóquei que a Oliveirense estava a praticar. A Oliveirense chegou a jogar contra 4 devido à exclusão do guarda redes adversário e aproveitou para ampliar para 5-0. Marcou Jordi Bargallo a 14 minutos do final.

O 6-0 teria assinatura de Ricardo Barreiros. O capitão marcou a grande penalidade com um remate poderoso após João Souto ter sido derrubado na área.

O encontro estava praticamente decidido e Renato Garrido já tinha utilizado todos os jogadores da equipa, faltava apenas o guarda-redes Domingos Pinho que acabou por entrar e jogar quase 8 minutos mantendo a baliza a zero.

A União estava inclinada para o ataque e após insistência, João Souto teve arte para fazer o 7-0 picando a bola sobre Samuel Santas. Havia mais um golo ainda a fechar as contas da Oliveirense. João Souto, novamente

Vitória bem conseguida que mantém a equipa firme no 4° lugar do campeonato. O próximo jogo é frente ao Futebol Clube do Porto.

 

Texto da UD Oliveirense