VALENTES E COMPETENTES

A manutenção está garantida no último jogo do campeonato. A Oliveirense conseguiu o grande objectivo da época.

A equipa de Pedro Miguel estava algo ansiosa mas sempre ofensiva desde o apito inicial e a assumir a responsabilidade de querer somar a vitória na última e decisiva jornada. Riascos, Fati e Serginho tiveram boas oportunidades antes dos 15 minutos mas não conseguiram finalizar. Aos 23 minutos livre de João Mendes e o golo passou um pouco ao lado da baliza do Arouca após desvio de cabeça de Mathaus. Ainda antes da meia hora de jogo, Serginho rematou forte e cruzado mas a bola voltou a sair ao lado do alvo. A 5 minutos do intervalo Riascos ganhou a bola na raça no meio campo e lançou Serginho mas o extremo atirou novamente ao lado. Aos 44 minutos um lance para grande penalidade que o árbitro não viu. Fati foi derrubado na área após passe de Mendes.

Em cima do intervalo o desejado golo! Diogo Valente teve muita classe na hora de finalizar. O extremo, que esta manhã jogou como lateral esquerdo, foi ao ataque fazer o golo após uma grande jogada da Oliveirense. O passe de Oliveira merecia este destino e a manutenção da equipa na Liga Ledman estava mais próxima.

Na segunda parte sempre mais União em campo mas o Arouca criava perigo em algumas jogadas de contra ataque. A bola chegou mesmo a entrar na baliza de Coelho mas havia fora de jogo e o lance foi invalidado.

Aos 58 minutos lance insólito a valer um auto-golo. O guarda-redes do Arouca deu um autêntico pontapé na atmosfera após atraso de Victor Massaia e a bola rolou inadvertidamente para a própria baliza.

Com 2-0 no marcador a equipa de Pedro Miguel estava mais tranquila no jogo. Sérgio Ribeiro foi a primeira substituição da União quando rendeu Serginho. O treinador voltaria a mexer na equipa quando João Amorim entrou para o lugar de João Mendes. Aos 84 minutos e após três cantos, Riascos desviou de cabeça para golo. Estava feito o 3-0 e a vitória mais robusta da Oliveirense em casa esta época. Aos 88 minutos Coelho fez uma defesa enorme mas na sequência do canto Benny reduziu para 3-1 de bicicleta. Do jogo há mais uma história para contar: Kadu teve direito aos primeiros minutos no campeonato. O guarda-redes substituiu Coelho.

Vitória conseguida com muita entrega e atitude e o 11° (lugar provisório) do campeonato depois de uma época longa, intensa e muito sofrida. Pedro Miguel viveu momentos dramáticos esta temporada com a morte do pai e nos últimos dias com a morte do irmão Jaime. É dedicada a todos eles e família esta vitória que garante a manutenção. É também dedicada a todos os Oliveirenses, a todos os sócios e simpatizantes e a todas as pessoas que nos apoiam todos os dias.

 

Texto da UD Oliveirense