COMEÇAR A GANHAR E SAIR A PERDER

3-2 muito amargo frente ao Cova da Piedade. Cinco golos, um penalti, uma expulsão e a luta pela permanência continua.

Pedro Miguel promoveu 3 alterações no 11 inicial em relação ao último jogo. João Amorim entrou para o lugar de João Mendes e, nas alas, Fati e Sérgio Ribeiro voltaram à titularidade por troca com Diogo Valente e Serginho. Jogo repartido desde os instantes iniciais com uma única diferença: a União foi 100% eficaz. Um remate, um golo. Aos 8 minutos Riascos! O homem golo cabeceou para a baliza. Cruzamento perfeito de Sérgio Ribeiro numa jogada de insistência após um livre a favor da Oliveirense.

Com vantagem marcador, a equipa deu iniciativa de jogo ao adversário e procurou explorar o contra-ataque. Sem surpresa, o Cova da Piedade criou oportunidades. Uma das mais perigosas, aos 31 minutos, foi anulada por Ricardo Tavares quando Miguel Rosa ía ficar isolado perante Coelho.

O descalabro começou aos 42 minutos quando surgiu o empate por Cleo. Após canto a bola sobrou para o avançado que estava livre de marcação e limitou-se a bater Coelho. Já no período de descontos da primeira parte a equipa da casa deu a volta ao resultado. Marcou Shimabuku. Em apenas 3 minutos a União passou da posição de vencedor para a inversa.

Na segunda parte, determinação e uma grande oportunidade por João Amorim. Mas, de nada valeu. A UDO rapidamente ficou ainda pior no jogo. Aos 49 minutos grande penalidade cometida por Mathaus. 3-1 para a equipa da casa, marcou novamente Shimabuku.

Aos 53 minutos, Pedro Miguel lançou João Mendes e retirou Filipe Gonçalves. No mesmo minuto João Amorim atirou à trave. Foi o aviso para o que se seguiu. João Mendes reduziu a desvantagem. Fintou dois adversários na área e rematou com o pé esquerdo.

Havia mais Oliveirense no jogo e não fosse o mau cabeceamento e Riascos teria feito o empate. Para refrescar o ataque entrou Serginho para a mesma posição de Sérgio Ribeiro. Faltava meia hora para terminar o jogo.

A 15 minutos dos 90, Mathaus viu pela segunda vez o cartão amarelo. O defesa central não teve como fugir ao contacto com o adversário. O tudo por tudo de Pedro Miguel passou pela entrada em jogo de Fabian e a saída de Amorim.

A equipa lutou mas leva zero pontos de Lisboa. A próxima jornada é no domingo, às 16 horas, em Aveiro, contra o Gil Vicente.

 

Texto da UD Oliveirense